Chá de Calumba – Benefícios e Propriedades

Chá de Calumba - Benefícios e Propriedades

Chá de Calumba – Benefícios e Propriedades

DESCRIÇÃO: Trata-se de um arbusto dióico, sarmentoso, apresentando caules volúveis, cilíndricos e anuais. As folhas são alternas, longo-pecioladas, orbiculares, acuminadas, 3-5-lobadas e nervadas, cordiformes na base.

As flores possuem pétalas recurvadas, dispostas em racimos compostos e pêndulos. O fruto é uma drupa ovóide aveludada. A Pharmacopeia dos Estados Unidos do Brasil 1ª edição (1926) descreve a raiz da Calumba da seguinte maneira: Esta raiz apresenta-se no transacção geralmente sob a forma de rodelas circulares ou ovais, de 3 a 9 cm de diâmetro por 0,5 a 2 cm de espessura, deprimidas no meio pela dessecação, muito leves e mais ou menos quebradiças. Sua superfície lateral é rugosa e de cor cinzento-parda.

 

Sobre suas faces, deprimidas por planos sucessivos e seguindo as zonas concêntricas distingui-se uma casca, cuja espessura é igual a uma quarto do relâmpago totalidade, externamente limitada pelo súber pardo, levemente estriada em sua secção interna e separada do lenho por uma traço cinzento-parda muito visível.

O lenho, desprovido de medula, apresenta estrias radiais mais ou menos longas e mais aparentes na vizinhança do câmbio. Sua fratura é curta, rugosa e pulverulenta. Esta droga, respirada em volume, possui cheiro nauseabundo e repugnante; seu sabor é fracamente balsâmico e muito amargo, persistente.

COMO FAZER:

• Decocto: 0,5 a 2 gramas, três vezes ao dia, antes das refeições;

• Tintura (1:10, em 60% de etanol): 2-4 ml, três vezes ao dia, antes das refeições;

 

• Extrato Fluido (1:1, em 25% de etanol): 0,5-2 ml, três vezes ao dia, antes das refeições.

PARTES USADAS: Raiz

ORIGEM DO PRODUTO: Estados Unidos

COMO BEBER: Tomar entre duas a três xícaras ao dia.

INDICAÇÃO: Na dispepsia, particularmente na hipocloridria, além da fastio, enterocolite crônica, diarreia, inapetência e disenterias. O sabor amargo é principalmente devido à columbina, à chasmantina e à palmatina, e alguns alcalóides.

Palmatina e jatrorrhizina provocam hipotensão e apresentam propriedade excitante visceral. Os alcalóides apresentam efeito narcótico, atuando similarmente à morfina, aumentando o relaxamento muscular nos músculos lisos do trato intestinal. A Calumba possui um efeito tô- nico amargo mais pronunciado que muitas outras espécies.

CONTRAINDICAÇÕES E EFEITOS COLATERAIS: Altas doses podem promover sinais de paralisia e inconsciência. 52 É contraindicado o uso durante a gravidez e lactação

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*