Descubra como obter a barriga chapada dos seus sonhos

barriga chapada

O seu sonho de conquistar a barriga chapada pode ser realizado! Com alguns ajustes na sua rotina, logo será possível desfilar por aí com uma barriga sequinha.

O que fazer para secar e tonificar a barriga?

Existem diversas formas de eliminar a gordura localizada da região abdominal, porém é necessário fazer algumas combinações para alcançar os resultados esperados.

Fazer apenas dieta te ajudará a perder alguns quilos, mas não fará com que você perca gordura abdominal de forma consistente. É importante que junto com a dieta você se dedique a atividades físicas regularmente. Adotando rotinas mais saudáveis será possível queimar gordura sem causar danos a sua saúde.

Dicas para tonificar o abdômen e ter saúde  

Hoje em dia existem diversos exercícios com foco na região abdominal para ajudar àqueles que sonham com uma barriga chapada perfeita. Porém, será que esses exercícios servem apenas para a questão estética ou será que também podem trazer benefícios para a sua saúde?

Especialistas dizem que se a musculatura abdominal foi trabalhada juntamente com o restante do corpo, apresentará resultados funcionais excelentes, especialmente se refletirmos sobre o equilíbrio dos movimentos combinado a prática de esportes. A verdade é que uma vez bem trabalhada, a musculatura do abdômen pode atuar junto com outros músculos, melhorando a performance do corpo.

Abaixo citamos algumas dicas que te ajudarão a queimar gordura abdominal de maneira rápida e eficaz.

Prática de exercícios aeróbicos

Corrida para queimar calorias.
A corrida é uma de diversas atividades aeróbicas para queimar gordura.

Além de exigirem muito da corrente sanguínea e de sua coordenação de movimentos, os exercícios aeróbicos são excelentes para quem busca queimar gordura abdominal, uma vez que provocam grande perda de calorias.

O ideal para obter bons resultados é realizar pelo menos 30 minutos de exercícios aeróbicos, de 3 a 5 vezes por semana.

Se classificam como exercícios aeróbicos as caminhadas, corridas, andar de bicicleta, pular corda, natação, hidroginástica, entre outros.

Prática de exercícios anaeróbicos

Exercícios anaeróbicos ajudam a tonificar os músculos.
Exercícios de força ajudam a tonificar o corpo.

Exercícios anaeróbicos são exercícios que devem ser praticados com grande intensidade num período de tempo mais curto. Esse tipo de exercício é excelente para acelerar o metabolismo, ajudam o organismo a construir e manter a massa magra, contribuem para a redução de gordura corporal e aumentam a resistência e massa oleosa.

Para atingir os melhores resultados, é necessário praticar ao menos 30 minutos, de 3 a 5 vezes por semana. Combinar os exercícios anaeróbicos com exercícios aeróbicos é uma ótima opção para ajudar a eliminar gordura localizada.

Implementar uma dieta saudável

Apenas praticar exercícios não te ajudará a obter o resultado esperado. Para conquistar seu objetivo da barriga perfeita, é essencial manter uma dieta saudável.

Dieta rica em vitaminas, fibras e proteínas.
Fibras, vitaminas e proteínas não podem faltar.

Aqui estão algumas dicas para manter uma alimentação saudável:

  • Beber bastante água.
  • Comer frutas e legumes.
  • Proteínas.
  • Sempre que possível trocar a carne vermelha pela branca (peixe e frango).
  • Optar por pão integral no lugar do pão branco.
  • Evitar ao máximo as frituras.
  • Não comer alimentos processados industrialmente ou qualquer tipo que contenha “gordura parcialmente hidrogenada” em seu rótulo.
  • Reduzir sal e açúcar.

Adotar hábitos que aceleram seu metabolismo

Um metabolismo lento dificulta a perda de peso, por isso é sempre bom buscar formas para ajudar a acelerá-lo. E isso se torna ainda mais importante caso você já tenha mais de 30 anos.

Algumas dicas para ajudar a acelerar seu metabolismo:

  • Mantenha seu metabolismo ativo comendo em intervalos de 3 em 3 horas.
  • Beba bastante água durante o dia para melhorar o funcionamento do seu intestino e ajudar o corpo a transportar nutrientes e eliminar toxinas.
  • Pratique exercícios aeróbicos e anaeróbicos, que além de ajudar a queimar calorias, também aceleram o metabolismo.
  • Durma bem. Pessoas que não dormem direito ficam mais sonolentas, tendo pouca energia para realizar as tarefas ao longo do dia e isso afeta o sistema metabólico fazendo com que você acumule mais gordura.
  • Não se estresse. O estresse coloca seu organismo em estado de tensão, diminuindo seu metabolismo. Além de que, pessoas que sofrem de estresse tem a tendência a comerem mais.

Desvendamos alguns mitos sobre o abdominal

O abdominal é um dos exercícios que mais dúvidas e mitos geram a sua volta e é claro que esses mitos podem afetar o desempenho e sua eficácia durante a prática.

Os abdominais hipopresivos são melhores do que os tradicionais?

Qual o melhor tipo de abdominal para secar e tonificar a barriga?

Para exercitar de verdade o músculo do abdômen, devo sentir dores durante a execução? Abaixo vamos responder perguntas sobre alguns dos mitos sobre abdominais.

Mito 1 – Abdominais tradicionais podem prejudicar a saúde da mulher

Foram levantadas afirmações de que os abdominais tradicionais podem prejudicar a saúde da mulher por aumentar sua pressão intra-abdominal, afetando o assoalho pélvico, mas segundo especialistas, essa colocação não é bem verdade.

Fazer exercícios abdominais convencionais é contraindicado nos casos em que a mulher sofre de incontinência e peso na região pélvica. Porém, além dos abdominais tradicionais, outros exercícios como jogging, levantamento de peso e até mesmo atividades de rotina (carregar sacolas do supermercado, levantar móveis durante a limpeza), são contraindicados para esses casos.

É por isso que até hoje se debate se os abdominais hipopresivos são melhores do que os tradicionais. Para os casos em que o pavimento pélvico está afetado, fazer exercícios hipopresivos é fundamental durante a reabilitação para sanar esses problemas, assim como ajustar sua rotina para evitar que esses problemas se agravem.

No entanto, se você não sofre de nenhum desses problemas e o que está buscando é tonificar seus músculos, é necessário que você trabalhe os dois tipos de abdominais, tornando sua rotina de exercícios mais completa. O importante é que os abdominais tradicionais sejam executados da maneira correta para evitar qualquer possibilidade de afetar o assoalho pélvico.

Para isso é necessário coordenar corretamente os abdominais tradicionais junto a respiração. Caso contrário, a pressão intra-abdominal aumenta e é dirigira principalmente ao assoalho pélvico, podendo prejudica-lo e desencadear alguns problemas.

O ideal é começar fortalecendo a musculatura mais profunda e os abdominais hipopresivos podem te ajudar com esse fortalecimento. Ou seja, se feitos da correta, é possível manter os abdominais tradicionais em sua rotina de exercícios com toda tranquilidade.

Mito 2 – Para exercitar o músculo de verdade, é necessário sentir dores ao fazer abdominais

Não precisa ser assim. A verdade é que sentir calor e contração máxima na região até que seu corpo não aguente nem mais uma repetição é um bom indicador, porém alguns especialistas explicam que a dor em si não necessariamente deveria existir.

Sentir calor ou congestão muscular por conta da contração é indicativo de que o trabalho abdominal está sendo bem realizado, porém não sentir dores nem sempre significa que os exercícios estão sendo executados de forma errada.

Mito 3 – Uso de cintas de neoprene ajuda a obter melhores resultados

Essa afirmação é totalmente errada. A verdade é que fazer uso dessas cintas durante os exercícios não te ajudará a queimar gordura de maneira mais rápida.

As faixas servem apenas para gerar desconforto e reduzir a participação dos músculos abdominais, o que potencialmente pode vir a causar desidratação. Por conta disso, é altamente desencorajado e contraindicado por especialistas que se faça uso dessas cintas durante a prática de abdominais.

Mito 4 – Quanto mais abdominais você fizer, melhores resultados você obterá

Devemos sempre levar em conta que o número de repetições varia em função de cada condição física e também do objetivo buscado. É preferível fazer poucos abdominais e bem feitos, do que muitos mal executados.

Como acontece com qualquer outro músculo do corpo humano, o overtraining envolve riscos e um dos indicadores de que o trabalho abdominal não está sendo feito da forma correta é o aumento de dor nas costas.

A melhor forma de encontrar a medida certa de abdominais a serem feitos é aprender a bem técnica, executá-la de forma correta e só após esses passos, buscar uma progressão adequada.

Mito 5 – Apenas abdominais trabalham o abdômen de forma eficaz

Essa afirmação é falsa. Além dos abdominais tradicionais e hipopresivos, existem outros exercícios que ajudam a tonificar a barriga, entre eles estão algumas posturas de yoga e pilates, por exemplo. Isso pois esses métodos trabalham com o controle postural, enfatizando o controle da respiração, que é uma forma de ativar a musculatura profunda do abdômen.

Mito 6 – Abdominais não diminuem a gordura da barriga

Se a barriga proeminente for por conta da flacidez, o exercício abdominal faz com que o músculo volte a posição anatômica normal, diminuindo assim seu volume. Porém, caso a barriga seja causada por excesso de gordura, o abdominal não será de grande influência para seu emagrecimento, isso pois os gastos calóricos desses exercícios são baixos.

O ideal é trabalhar em conjunto os exercícios aeróbicos para queima de gordura e os exercícios abdominais para fortalecimento da região abdominal.

Quais são os melhores exercícios para o abdômen?

A pratica de exercícios é uma atividade muito benéfica para a saúde do corpo e da mente. Nosso corpo precisa de movimento para sentir-se saudável, por isso é injusto colocar toda a culpa no abdômen. A verdade é que ele entra junto no pacote.

De qualquer maneira, montamos uma lista com exercícios que te ajudarão a conquistar o abdômen dos sonhos.

Abdominal tradicional

Posição para abdominal.
Abdominal tradicional.

O exercício deve ser executado com o corpo deitado no chão, com a barriga voltada para cima. Incline o tronco para a frente, trabalhando principalmente a região do músculo reto superior. Repita o movimento algumas vezes, dividindo em séries.

Ponte

Ponte para quadril.
Elevação de quadril.

O exercício deve ser executado com o corpo deitado no chão, com a barriga para cima e pernas flexionadas. Os braços deverão estar totalmente apoiados no chão, com as palmas viradas para baixo. Faça o movimento de elevação do quadril com os músculos contraídos. Repita o movimento algumas vezes, dividindo em séries.

Prancha frontal

Posição prancha.
Prancha frontal.

O exercício deve ser executado com o corpo totalmente esticado, cotovelos flexionados e antebraços (alinhado com o cotovelo) e pés apoiados no piso, de forma que seu rosto fique direcionado para o chão. Eleve o quadril até o nível dos ombros e o mantenha nessa posição alguns segundos.

Pilates

Seja com exercícios de solo ou em aparelhos, o pilates é uma excelente forma de trabalhar o abdômen.

Pilates livre ou em aparelhos para fortalecimento.
Pilates: livre ou aparelhos

Os exercícios de pilates combinam técnicas que ajudam a manter o controle motor do corpo e a reeducação corporal, pois priorizam o alinhamento do corpo. Também são trabalhados o equilíbrio e controle respiratório que ajudam a fortalecer os músculos durante os exercícios.

O pilates se baseia em aulas rítmicas, priorizando o trabalho na região abdominal e o alongamento. Além disso, as técnicas utilizadas são bastante meditativas, o que faz com que ao sair das sessões, você se sinta realmente relaxado.

Por apresentar tantos benefícios para nosso corpo e mente, o pilates é considerado uma das formas de exercícios mais completas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *